A Justiça Federal do Amapá determinou que a empresa multinacional Isolux restabeleça o fornecimento de energia elétrica em todo o estado no prazo de três dias, a contar da última sexta-feira (6). A decisão do juiz João Bosco Costa Soares da Silva fixa multa de R$ 15 milhões em caso de descumprimento.

 

De acordo com a Agência Brasil, a Isolux deve apresentar em até 12 horas um plano de ações para o restabelecimento do serviço. No mesmo prazo, , deve ser constituído um grupo de trabalho com MME, Eletrobras, Eletronorte, Isolux e Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) para estabelecer os procedimentos para solução da crise energética. Além disso, foi ordenada a instauração de um inquérito do Tribunal de Contas da União (TCU) e Polícia Federal (PF) para apurar o caso.

 

Na terça-feira (3), um incêndio danificou os três geradores de eletricidade da subestação de energia da Isolux, em Macapá, gerando um apagão no estado, que também prejudicou o fornecimento de outros serviços, como água e comunicações. Até esse sábado, de acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), 65% do fornecimento de energia já havia sido retomado. 

 

 

Fonte:PB/Brasil Foto: Ministério de Minas e Energia

 

Quem somos

Sejam bem vindos ao Portal do Banzeiro! Para entrar em contato conosco é muito simples. Envie seu email para: portaldobanzeiro@hotmail.com  Continue visitando nosso site. Por aqui, você se mantém sempre bem informado. Abraços!

 

Jornalista JP Melo 

GERAL

Envie sua mensagem

Escreva no espaço abaixo e não esqueça de colocar seu contato e email, por gentileza. Obrigada!